Joelho Recuperação acelerada NIPE

Joelho – Recuperação acelerada: Protocolo NIPE / FISIO 1 – Setembro 2013 Com 12 anos de experiência ao lado do Dr. Nilton Petrone (Filé), a equipe Fisio 1 transmite em um formato 70% prático, todas as técnicas utilizadas na recuperação acelerada por um dos maiores especialistas em reabilitação de joelho de todos os tempos.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

ita 891


ita 891, upload feito originalmente por Ercilene Albarado Bezerra.

domingo, 13 de novembro de 2011

corcovado_01


corcovado_01, upload feito originalmente por ercileneb.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

FISIOTERAPEUTAS E TERAPEUTAS OCUPACIONAIS PROTESTAM EM BRASILIA

FISIOTERAPEUTAS   E   TERAPEUTAS  OCUPACIONAIS  PROTESTAM  EM  BRASILIA
Passeata  pela Defesa da Dignidade Humana e saude da  população  foram marcas da I Conferencia Nacional da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional.... leia mais
Ampliar FotoAmpliar
 

Aproximadamente  mil Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais de várias cidades brasileiras se reuniram em Brasília, no gramado em frente ao Congresso Nacional, na manhã do dia 25 de novembro, realizando manifestação pacífica e bem organizada. Os profissionais vieram à Capital apresentar aos parlamentares, gestores públicos e à população em geral seus anseios por dignidade, remuneração justa e uma saúde pública de qualidade. Na pauta de reivindicação, três pontos principais:
  1. Defender a aprovação do Projeto de Lei que inclui Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais no Programa Saúde da Família, o PSF, do Governo Federal (PL 4261/04, da deputada Gorete Pereira-PR/CE);
  2. Pedir a aprovação do Projeto de Lei que trata do piso salarial das duas profissões (PL 5393/09, do deputado Mauro Nazif, PSB/RO);
  3. Defender a adoção de “Referencial de Honorário” próprio dos Fisioterapeutas e dos Terapeutas Ocupacionais, o RNHF aprovado em Resolução do Coffito.
Havia representantes de todos os Crefitos. Os manifestantes foram acompanhados por policiais militares em motos e viaturas, que seguiam à frente para liberar o trânsito e evitar acidentes. Do Congresso Nacional, seguiram a pé até o prédio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), local da I Conferência Nacional da Fisioterapia e da Terapia Ocupacional pela defesa da Dignidade Humana e da Saúde da População,programada para a tarde. A passeata começou às 11 da manhã e durou uma hora, sem incidentes e revelando o entusiasmo e a união dos participantes.
Aproveitando o  evento representantes das Associações e orgãos presentes aproveitaram  os intervalos, a noite  e  o dia seguinte para contatarem autoridades e politicos posicionando-se contra os efeitos nefastos  do PL 7703/06.  Veja mais noticias em outras secções deste site.
Inserção Dra Célia Cunha
lista e.fisio e anotações próprias.


VIDA PLENA

VIDA PLENA
Os meios para que a tua vida seja plena,são dados a ti a cada momento...leia mais
Ampliar FotoAmpliar
 

Os meios para que a tua vida seja plena,
são dados a ti a cada momento.
A vida está disponível para que possas usufruir do que ela tem de melhor.
Não percas tempo com escolhas que de nada te valerão para evoluir.
Acomodar-se em águas paradas apenas traduz o medo de mudanças, e estas são necessárias para que possamos reencontrar a nossa harmonia, a nossa paz interior.
     Usa da tua força, da tua coragem, para dar apenas mais um passo quando acreditares que nada mais há para ser feito.

Usa da tua fé quando as cores do teu arco-íris parecerem desmoronar do teu céu.
Usa da tua alegria, da tua consciência divina, quando a tristeza invadir teu coração e dele fizer a sua morada.
Usa da tua intuição quando não souberes a direção a ser tomada.
Não te abandones em lugares onde a luz da tua harmonia não esteja presente.
Para aqueles que prosseguem, mesmo sem poder contar com qualquer tipo de ajuda, é dado o discernimento para escolher, é dado um coração aberto para aceitar e aprender, é dado luz para que nada obscureça frente à visão interior e uma grande proteção Daquele que te assegura ser necessário coragem e confiança para desintegrar ilusões que impedem de viver,   viver plenamente.

desconheço

amigos intenautas


PRATICAR EXERCICIO REDUZ QUEDAS EM IDOSOS SUGERE ESTUDO

PRATICAR EXERCICIO REDUZ QUEDAS EM IDOSOS SUGERE ESTUDO
O tai chi chuan, mencionado na meta-análise, ajuda a melhorar o equilíbrio e o tônus muscular. "A pessoa se condiciona, porque as posturas exigem muito das pernas ao mesmo tempo em que é treinado o equilíbrio"...leia mais






A prática de atividade física reduz as chances e os índices de queda de idosos. Uma meta-análise da Cochrane Collaboration (rede global dedicada a revisão e análise de pesquisas na área da saúde), que analisou 111 artigos científicos e dados de mais de 55 mil pessoas, constatou que um programa de exercícios realizados em casa ou em grupo e tai chi chuan são mais eficazes para prevenir tombos do que mudanças na casa e uso de suplementos de vitamina D.
Quedas são frequentes nessa faixa etária. Em geral, 30% das pessoas saudáveis com mais de 60 anos caem durante um ano. Acima dos 80 anos, a taxa sobe para 40%. "As quedas são mais perigosas porque os ossos estão mais frágeis. O reflexo é menor na terceira idade, e há mais tendência a fraturas. Além disso, a cicatrização é mais lenta e complicada", diz o ortopedista Moisés Cohen, professor e chefe da residência de medicina esportiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).
Só na cidade de São Paulo, por exemplo, 2.261 idosos foram internados de janeiro a novembro de 2008 por fratura de fêmur -a queda acidental foi responsável por 93% dos casos.
"Levantamentos mostram que 11% das quedas geram uma lesão muito importante. Os outros 89% têm uma sequela danada: as pessoas ficam com medo de cair de novo e isso restringe as atividades. A família fica em cima, superprotege; com isso, o idoso se movimenta menos, perde-se tônus muscular e a pessoa cai de novo, criando um círculo vicioso", afirma o geriatra Sérgio Pachoal, coordenador da Área Técnica de Saúde da Pessoa Idosa da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.
A partir dos 40 anos, o organismo tende a trocar massa muscular por tecido adiposo (gordura), e esse processo é intensificado após os 60, sendo pior entre idosos sedentários.
A perda de musculatura compromete o equilíbrio nessa faixa etária, pois um dos fatores de risco mais importantes para queda é a fraqueza das pernas. "Quando o aperto de mão é fraco, é possível ter noção de que a capacidade muscular de todo o corpo está prejudicada", compara Paschoal.
A falta de exercícios e de flexibilidade faz com que o idoso passe a andar com os joelhos levemente flexionados, e isso altera seu centro de equilíbrio.
Atividades
Exercícios são altamente recomendados, mas o idoso deve ter autorização médica para praticá-los.
Como marcha lenta, passos muito curtos e dificuldade de equilíbrio contribuem para os idosos caírem mais, atividades que trabalhem a musculatura das pernas e dos quadris devem compor o programa de atividades nessa faixa etária.
Exercícios de resistência são eficazes para aumentar o tônus muscular, e séries que ajudem a fortalecer a musculatura da coluna favorecem uma postura mais ereta.
O tai chi chuan, mencionado na meta-análise, ajuda a melhorar o equilíbrio e o tônus muscular. "A pessoa se condiciona, porque as posturas exigem muito das pernas ao mesmo tempo em que é treinado o equilíbrio", diz Paschoal.
Para melhorar a flexibilidade, exercícios de alongamento e pilates também são indicados. Se joelhos e tornozelos são flexíveis, a chance de queda diminui, pois o idoso consegue dar passos mais firmes e longos.
Outras intervenções
Considerados menos importantes na pesquisa da Cochrane, algumas mudanças também ajudam o idoso a cair menos.
Uma delas, que atinge principalmente as mulheres, é abolir o uso de chinelos de tiras (como pantufas e tamancos), que levam a um passo mais arrastado e acostumam mal o idoso.
Alguns medicamentos, como os calmantes, também favorecem quedas e podem ter dose ajustada para minimizar riscos.
Em casa, é indicado sinalizar escadas e degraus e instalar barras de apoio nos banheiros. Os vasos sanitários e a cama não devem ser muito baixos, para que o idoso consiga se sentar e se levantar mais facilmente. Deve-se manter um ponto de iluminação durante a noite, caso o idoso precise se levantar.


JULLIANE SILVEIRA

da Folha de S.Paulo